Image hosted by Photobucket.com
1.11.07
 
We Are Violent, de Nihil Communication (Andre Custodio e convidados), de S. Francisco, Califórnia, situa-se esteticamente numa subdivisão da electroacústica, do noise e da electrónica actual aparentada ao dark ambient. Momentos épicos contrastam com outros emocionalmente mais rasos, dramatisco dronolesco de base electroacústica, com acentuações de electrónica pesada, a partir de um vasto arsenal de fontes sonoras agrupadas em torno da expressão “efeitos”, mas também de sintetizadores, percussão (t-rodimba) e vozes, arquitectura sonora e pós-produção. Na densidade, que não na exibição formal, lembra o trabalho de industrial-ambient do projecto russo Cisfinitum (Evgueny Voronovsky) que, como ninguém tira partido de processadores analógicos e sintetizadores vintage, maquinaria pesada que produzem sons de outros tempos em formatos actualizados. Em We Are Violent (o título parece remeter para cenas de faca e alguidar musical, mas trata-se de pura provocação), o zumbido cresce, ganha peso e volume, muda de forma e de tonalidades, decresce de intensidade e transforma-se em esculturas de lava incandescente. Esta amálgama de produtos de origem vária capta o sentido e o vagar do movimento planante, serve-se do peso específico de cada som para criar acidentes misteriosos na paisagem espartana, despojada de adereços. Um convite à reflexão e à meditação ascética, depois da passagem da tempestade. O disco, mais do que interessante, traduz um paciente e laborioso processo de maturação e de apuramento sonoro como não é vulgar ouvir-se. Edição da Edgetone Records.

 


<< Home
jazz, música improvisada, electrónica, new music e tudo à volta

e-mail

eduardovchagas@hotmail.com

arquivo

Setembro 2004
Outubro 2004
Novembro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Junho 2011
Maio 2012
Setembro 2012

previous posts

  • WREK
  • VGO na Casa da Música, Porto, 12.10.07. Gravação d...
  • Em breve nota de prova, mencionei há dias o tube'9...
  • Gravado em Abril de 2003, com Frank Lowe já só com...
  • Saída recente na EMANEM, The Geometry of Sentiment...
  • ANDREY KIRITCHENKO Live at Ultrahang Festival [48,...
  • EMANEM 4141 Trio of Uncertainty 'Unlocked' (2007) ...
  • tube' 096 - Long Desert Cowboy: Western Spaghetti ...
  • Tch, tch, tch… mais de seis horas de festa negra. ...
  • The Ric Colbeck Quartet - The Sun Is Coming Up (Fo...

  • links

  • Improvisos ao Sul
  • Galeria Zé dos Bois
  • Crí­tica de Música
  • Tomajazz
  • PuroJazz
  • Oro Molido
  • Juan Beat
  • Almocreve das Petas
  • Intervenções Sonoras
  • Da Literatura
  • Hit da Breakz
  • Agenda Electrónica
  • Destination: Out
  • Taran's Free Jazz Hour
  • François Carrier, liens
  • Free Jazz Org
  • La Montaña Rusa
  • Descrita
  • Just Outside
  • BendingCorners
  • metropolis
  • Blentwell
  • artesonoro.org
  • Rui Eduardo Paes
  • Clube Mercado
  • Ayler Records
  • o zurret d'artal
  • Creative Sources Recordings
  • ((flur))
  • Esquilo
  • Insubordinations
  • Sonoridades
  • Test Tube
  • audEo info
  • Sobre Sites / Jazz
  • Blogo no Sapo/Artes & Letras
  • Abrupto
  • Blog do Lenhador
  • JazzLogical
  • O Sítio do Jazz
  • Indústrias Culturais
  • Ricardo.pt
  • Crónicas da Terra
  • Improv Podcasts
  • Creative Commons License
    Powered by Blogger