Image hosted by Photobucket.com
2.12.07
 
O duo Masul é composto por Paul Giallorenzo e por Thomas Mejer. Giallorenzo é improvisador de Chicago, oriundo de Nova Iorque, devotado ao desenho sonoro através de piano e derivados electrónicos. Nesta actividade, tem apreciado todos os contextos estéticos, jazz, noise, improvisação livre, electroacústica, o que vier, em troca de experiências com Fred Lonberg-Holm, Jeb Bishop, Dave Rempis, Tim Daisy e outros. Mejer, de Lucerna, Suiça, também tem formação jazzística e estudou com Urs Leimgruber, Marcus Weiss e Vinko Globokar, dedicando-se essencialmente ao trabalho com saxofone contrabaixo em grupos com Martin Schütz, Fredy Studer, Michael Zerang, Fred Lonberg-Holm e outros. A proposta que elaboraram conjuntamente, intitulada The Arousal City (Creative Sources Recordings, 2007), inscreve-se num domínio estético muito vasto e activo, o da música improvisada de base electroacústica, com a vantagem de ser original relativamente à maioria dos projectos que têm vindo a surgir nesta área, um pouco por toda a parte. Paul Giallorenzo e Thomas Mejer apresentam uma proposta encantatória, no limiar entre o sono e a vigília. Com uma base instrumental constituída por sintetizador, piano, samples, computador (Giallorenzo), e saxofone contrabaixo, samples, e computador (Mejer), o duo ficciona estados alternados de lucidez e alienação, consciência e inconsciência, que percorre de cima a baixo num tom dolente de torpor glauco, induzido pelas tonalidades sépia e cinza que vão sendo impressas em fonogramas de exposição lenta. Inquietante é a permanente sensação de que algo está para acontecer a cada passo, tão bem a dupla gere o dramatismo e o momentum das ocorrências. Para tanto, além da execução instrumental, em que se destaca o espesso e prolongado rumorejar do saxofone, o piano distante e o drones electrónicos, indutores de estados sonoros que primam por uma certa irrealidade melancólica, o Masul aplica várias lentes sobre a realidade circundante, desfocam-na intencionalmente e fragmentam-na em imagens parcelares, sem que com isso a música perca a coerência interna e a noção de conjunto ao longo da narrativa não-idiomática que vai tomando forma. A sensação geral é a que se tem ao acordar de um sonho de que fica pouco para recordar. Visões difusas, agradáveis e envolventes, que fogem no preciso instante em que se deixam aprisionar. Gravação de 2005, realizada no 3030 (actual Elastic), em Chicago.

 


<< Home
jazz, música improvisada, electrónica, new music e tudo à volta

e-mail

eduardovchagas@hotmail.com

arquivo

Setembro 2004
Outubro 2004
Novembro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Junho 2011
Maio 2012
Setembro 2012

previous posts

  • Novo e muito antecipado disco do cooperativo quart...
  • ALL ABOUT JAZZ-NEW YORK DECEMBER 2007 ISSUE NOW A...
  • Psicólogo, académico e músico japonês, Nobu Stowe,...
  • Um disco pop de 2007? Não ouvi muitos, confesso, e...
  • Do quinteto austríaco CTRL, via Creative Sources ...
  • Estreia do artista sonoro alemão Marcus Held (aka ...
  • LeCool
  • Há um mês ou dois já aqui tinha falado na estreia ...
  • FMP CD 119 ILINX Baghdassarians Baltschun Scherzbe...
  • Acabou de sair na imparável Creative Sources e es...

  • links

  • Improvisos ao Sul
  • Galeria Zé dos Bois
  • Crí­tica de Música
  • Tomajazz
  • PuroJazz
  • Oro Molido
  • Juan Beat
  • Almocreve das Petas
  • Intervenções Sonoras
  • Da Literatura
  • Hit da Breakz
  • Agenda Electrónica
  • Destination: Out
  • Taran's Free Jazz Hour
  • François Carrier, liens
  • Free Jazz Org
  • La Montaña Rusa
  • Descrita
  • Just Outside
  • BendingCorners
  • metropolis
  • Blentwell
  • artesonoro.org
  • Rui Eduardo Paes
  • Clube Mercado
  • Ayler Records
  • o zurret d'artal
  • Creative Sources Recordings
  • ((flur))
  • Esquilo
  • Insubordinations
  • Sonoridades
  • Test Tube
  • audEo info
  • Sobre Sites / Jazz
  • Blogo no Sapo/Artes & Letras
  • Abrupto
  • Blog do Lenhador
  • JazzLogical
  • O Sítio do Jazz
  • Indústrias Culturais
  • Ricardo.pt
  • Crónicas da Terra
  • Improv Podcasts
  • Creative Commons License
    Powered by Blogger