Image hosted by Photobucket.com
15.10.07
 

Duas novas malhas aportaram à minha caixa de correio. Preparadas para sair oficialmente a 29 de Outubro próximo na Fire Museum Records, editora pela qual nutro uma afeição especial, graças ao trabalho do entusiasta iconoclasta Alan Sondheim. Trata-se de KEIJO – WHOSE DREAM WE LIVE IN? (FM 11) e COMET III – ASTRAL VOYAGER (FM 12). Destes dois já ouvi o segundo com toda a atenção. Curioso, é o mínimo que se pode dizer do trabalho do duo italiano que se revela atrás (e à frente) do nome COMET III. Delfo Catania (guitarras acústicas e eléctricas, flautas, field recordings, fita magnética, cítara, bricolage variado, percussão, etc.) e Carlo Matanza (sintetizadores, Minimoog, órgão, theremin, g2 e mais umas coisas) parecem ter passado muito do seu tempo a olhar o espaço interestelar que se avista nas melhores noites sicilianas, à procura de respostas para as questões que o homem se tem colocado a si próprio desde sempre, sobre o que está para lá do que hoje é possível conhecer com toda a parafernália de sondas, telescópios, satélites, Laikas, macaquinhos, naves tripuladas e não tripuladas. Como não sabem nem podem saber mais do que lhes chega por aquelas vias, só a música lhes permite dar largas à imaginação para construir um veículo espacial que lhes permita desbravar tudo o que o conhecimento científico ainda desconhece. A tripulação do ASTRAL VOYAGER – assim foi baptizado o veículo – reforçada com presença de Shirin Demma (voz espectral, na primeira parte) e Caetano Flirto (sombras de saxofone, na segunda) empreende uma viagem electroacústica com a duração de 50 minutos, navegando por entre nebulosas e planetas em velocidade lenta. O psicadelismo do duo/trio lembra o período psicadélico dos Pink Floyd, com um pouco do chamado rock alemão dos Tangerine Dream à mistura, em versão experimental. Nada que não se tivesse ouvido já antes, é certo, embora o que aqui conte seja a recombinação de elementos sonoros eléctricos e acústicos conhecidos, que passam a estar organizados numa configuração que ainda não havia sido testada aos nossos ouvidos. Os resultados são surpreendentes e susceptíveis de estimular a imaginação do ouvinte e de o transportar para longe, muito longe na galáxia. Parente próximo deste COMET III, tantas são as afinidades que os ligam, ainda que de modo não óbvio, daqui a dias conto dar voltas a WHOSE DREAM WE LIVE IN?, do finlandês KEIJO, homem do under-underground que faz música psicótica daquela que até os cães gostam. É todo um outro universo sonoro expansivo a merecer a atenção de quem se interessa por sons fora e dentro do comum, genuíno e feito com seriedade e bom gosto. A breve trecho falaremos deste que é um caso à parte na música actual. Sun Ra anda por aqui...



 


<< Home
jazz, música improvisada, electrónica, new music e tudo à volta

e-mail

eduardovchagas@hotmail.com

arquivo

Setembro 2004
Outubro 2004
Novembro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Junho 2011
Maio 2012
Setembro 2012

previous posts

  • Live at the Metropolitan Art Center (1979), um con...
  • Free Improvisation. Editado pela Deutsche Grammoph...
  • AFTER HOURS: BRÖTZMANN TOTAL Nov. 2nd & 3rd, 2007 ...
  • Empty Bottle
  • http://www.jazzhalo.be
  • VARIABLE GEOMETRY ORCHESTRAernesto_rodrigues violi...
  • Alguns discos (Whishful Thinking, Snug as a Gun…) ...
  • Wax Poetics #25 -The Photo Issue Número de Outubro...
  • Digamos que, se o som deste boot tornado oficial f...
  • Depois de Cuts; Live at the Glenn Miller Café; e U...

  • links

  • Improvisos ao Sul
  • Galeria Zé dos Bois
  • Crí­tica de Música
  • Tomajazz
  • PuroJazz
  • Oro Molido
  • Juan Beat
  • Almocreve das Petas
  • Intervenções Sonoras
  • Da Literatura
  • Hit da Breakz
  • Agenda Electrónica
  • Destination: Out
  • Taran's Free Jazz Hour
  • François Carrier, liens
  • Free Jazz Org
  • La Montaña Rusa
  • Descrita
  • Just Outside
  • BendingCorners
  • metropolis
  • Blentwell
  • artesonoro.org
  • Rui Eduardo Paes
  • Clube Mercado
  • Ayler Records
  • o zurret d'artal
  • Creative Sources Recordings
  • ((flur))
  • Esquilo
  • Insubordinations
  • Sonoridades
  • Test Tube
  • audEo info
  • Sobre Sites / Jazz
  • Blogo no Sapo/Artes & Letras
  • Abrupto
  • Blog do Lenhador
  • JazzLogical
  • O Sítio do Jazz
  • Indústrias Culturais
  • Ricardo.pt
  • Crónicas da Terra
  • Improv Podcasts
  • Creative Commons License
    Powered by Blogger