Image hosted by Photobucket.com
18.3.08
 

Photobucket

A estreia da Exploding Star Orchestra, com We Are All from Somewhere Else (Thrill Jockey) tinha deixado perceber que, depois da consolidação e do acamar das diferentes peças de um organismo complexo constituído por dezena e meia de improvisadores, o passo seguinte haveria de ser ainda melhor. E a confirmação do potencial evidenciado no disco de abertura está neste segundo volume da Exploding Star Orchestra. E há motivo de festa: Bill Dixon a bordo. No encontro pessoal travado no Guelph Jazz Festival de 2006, o cornetista Rob Mazurek convidou o trompetista, professor, pensador do jazz, artista plástico e compositor para escrever e tocar com a fina-flor de Chicago: Nicole Mitchell (flauta), Matt Bauder (clarinete baixo e saxofone tenor), Jeb Bishop (trombone), Josh Berman (corneta), Jeff Parker (guitarra), Jim Baker (piano), Jason Adesewicz (vibrafone, tubular bells), Matthew Lux (guitarra baixo), Jason Ajemian (contrabaixo), Mike Reed (bateria, percussão), John Herndon (bateria) e Damon Locks (voz). Situar musicalmente a ESO leva-nos às duas últimas décadas de Chicago, à memória cósmica da Arkestra e aos desenvolvimentos do jazz pós-AACM (Chigago Underground) e ao pós-rock mais inventivo (Tortoise), de que Rob Mazurek tem feito a súmula nos seus próprios projectos e naqueles que fomenta e instiga.
Em parte colaboração e homenagem de Chicago à obra do grande Dixon, músico de Sun Ra e de Cecil Taylor (Conquistador, 1966), co-fundador da Jazz Composers Guild, personalidade que em 2007 recebeu do Vision Festival o prémio Lifetime Recognition; noutra parte, afirmação do talento e criatividade de músicos de gerações mais recentes, Bill Dixon with Exploding Star Orchestra (assim se intitula o disco) tem muito das duas ideias, mas vai mais longe, ao marcar posição de relevo no apagão criativo que, salvo uma ou outra valorosa excepção, tem marcado o panorama do jazz actual, americano e europeu.
Uma experiência catártica como esta de juntar a sabedoria de Dixon ao sangue na guelra do colectivo, de duas uma: ou se saldava num revivalismo serôdio, passadista e fracassante, bom para dar umas voltas pelo mundo para exibir o lado frívolo da coisa, ou embarcaria decididamente num projecto sério de resultados artísticos relevantes, algo que acrescentasse valor e substância àquilo que já se conhece e tão repisado tem sido. Venceu claramente esta segunda via, em parte porque os músicos, além de saberem tocar, sabem ouvir-se uns aos outros, entrar e sair na altura certa. Rob Mazurek optou e bem pelo registo ao vivo, para melhor captar o espírito e permitir a Bill Dixon e a toda a gente expor a sua visão particular no plano individual, da secção e do conjunto alargado. Nessa medida, a gravação permite o enfoque na nuance e no pormenor de cada instrumento de per si, sem descurar um lado épico moderado, outro dos aspectos que concorre para o sucesso artístico do projecto.
O disco inclui três composições, duas de Bill Dixon, Entrances/One (18’09) e Entrances/Two (18’11), e uma de Rob Mazurek, que faz a ponte entre aquelas duas, Constellations for Innerlight Projections/For Bill Dixon (24’12). Três suites em sucessivos quadros, que combinam as cores da escrita com as da livre-improvisação. De entre uma infinidade de pontos de interesse desta ambiciosa realização, destacam-se as impressionantes sequências de luz e sombra, de timbre e textura, construções que se fragmentam sob os solos de Dixon, acolitado pelas cornetas de Mazurek e de Berman, com o suporte do melhor som de Chicago. O mentor da façanha e a Thrill Jockey bem podem orgulhar-se do extraordinário resultado a que chegaram. Antes que alguém se lembre de me perguntar, aqui está a minha aposta para disco de jazz de 2008. Distribuição em Portugal: Dwitza.

 


<< Home
jazz, música improvisada, electrónica, new music e tudo à volta

e-mail

eduardovchagas@hotmail.com

arquivo

Setembro 2004
Outubro 2004
Novembro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Junho 2011
Maio 2012
Setembro 2012

previous posts

  • Paul Flaherty & Marc Edwards, Kaivalya Vol. 2. O ...
  • Anja Garbarek no Centro Cultural Vila Flor, Guimar...
  • Heavenly Sweetness - Vol. 1 (MP3 Podcast on ParisD...
  • Gyldene Trion: Daniel Fredriksson, Jonas Kullhamma...
  • ART / LITERATURE / FILM MUSIC / THEATER / PRACTICE...
  • Jessica Sligter & Louise Dam Eckardt Jensen. The S...
  • ¡¡¡Bienvenidos a ORO MOLIDO!!!La primera entrega d...
  • Esta semana houve saídas de John Zorn, Masada, Tei...
  • VARIABLE GEOMETRY ORCHESTRA Galeria ZdB, Lisboa,...
  • Reposição do Frode Gjerstad Trio: Mothers & Father...

  • links

  • Improvisos ao Sul
  • Galeria Zé dos Bois
  • Crí­tica de Música
  • Tomajazz
  • PuroJazz
  • Oro Molido
  • Juan Beat
  • Almocreve das Petas
  • Intervenções Sonoras
  • Da Literatura
  • Hit da Breakz
  • Agenda Electrónica
  • Destination: Out
  • Taran's Free Jazz Hour
  • François Carrier, liens
  • Free Jazz Org
  • La Montaña Rusa
  • Descrita
  • Just Outside
  • BendingCorners
  • metropolis
  • Blentwell
  • artesonoro.org
  • Rui Eduardo Paes
  • Clube Mercado
  • Ayler Records
  • o zurret d'artal
  • Creative Sources Recordings
  • ((flur))
  • Esquilo
  • Insubordinations
  • Sonoridades
  • Test Tube
  • audEo info
  • Sobre Sites / Jazz
  • Blogo no Sapo/Artes & Letras
  • Abrupto
  • Blog do Lenhador
  • JazzLogical
  • O Sítio do Jazz
  • Indústrias Culturais
  • Ricardo.pt
  • Crónicas da Terra
  • Improv Podcasts
  • Creative Commons License
    Powered by Blogger