Image hosted by Photobucket.com
10.12.07
 
Burning Cloud (FMP CD77) com Butch Morris, corneta; Lê Quan Ninh, percussão; e J.A. Deane, trombone, flauta e electrónica. Gravado extra-programa numa daquelas sessões que decorrem a latere do evento principal, neste caso, do festival Total Music Meeting, de Berlim, edição de 1993 de um grande acontecimento que se realiza desde 1968. Os três movimentos do disco, Ozone Burning Red (19'16); Ozone Burning Blue (18'27); e Ozone Burning Yellow (16'48), vêm creditados a favor do trompetista como tendo sido por ele compostos. Porém, a sensação que se tem é que a acepção aqui usada será talvez a da conduction, que Lawrence D. “Butch” Morris habitualmente pratica em directo, orientando os músicos através de um sinalética particular por si inventada para conduzir o set, que, neste caso, mais parece totalmente improvisado. A verdade é que não se consegue distinguir um único movimento pré-delineado, um qualquer indício que possa fazer pensar numa escrita anterior ao momento da criação. O que há é um sábio uso do tempo, uma hábil acomodação espacial, e a mais eficiente gestão das oportunidades de entrada e saída dos membros do trio, aspectos que fazem supor uma mãozinha invisível, mas orientadora, de Morris, a puxar pelo melhor dos companheiros. Lê Quan Ninh, percute tudo o que lhe vem à mão, desde que acrescente valor à incrível variedade de sons que produz (inesquecível, o recital de percussão solo que deu no Jazz em Agosto, da Fundação Gulbenkian, em 2006), recursos que o franco-vietnamita aplica na criação das suas sinfonias de pele, madeira e metal (sobretudo este último, via folhas de metal, címbalos, sinos, placas afagadas com arco, gongs, etc.), num raro equilíbrio de texturas, timbres e intensa exploração dinâmica, que fazem de Ninh um dos maiores percussionistas improvisadores da actualidade. Nada do que é convencional e previsível no jazz tem a ver com a sua postura e atitude criativa. E os resultados fazem-se sentir. J.A. Deane adapta os circuitos electrónicos a esta particular situação de trio, privilegiando, a par do processamento sonoro em tempo real, a criação de drones, épicos sussurrados de ficção científica, criadores de drama e suspense. É nestes jogos de luz e sombra que assentam todos os impulsos sonoros, com interessante contrapeso no uso da flauta e do trombone em diálogo permanente com a corneta de Butch Morris, sem tiros para o ar nem exuberâncias exibicionistas, numa conseguida interligação entre as três fontes. Pelo-me por isto.

 


<< Home
jazz, música improvisada, electrónica, new music e tudo à volta

e-mail

eduardovchagas@hotmail.com

arquivo

Setembro 2004
Outubro 2004
Novembro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Junho 2011
Maio 2012
Setembro 2012

previous posts

  • 08.12.07 VARIABLE GEOMETRY ORCHESTRA ernesto_rodri...
  • Live In Oxford (FMR), THE CONVERGENCE QUARTET, dis...
  • Ernesto de SousaCentro de Estudos Mixed-Media (ce...
  • VARIABLE GEOMETRY ORCHESTRA em Braço de Prata, Lx....
  • Anthony Braxton (sopros), Taylor Ho Bynum, trompet...
  • Karlheinz Stockhausen (1928-2007)
  • Para falar com franqueza (já não era sem tempo...)...
  • Manuel Mota & Afonso Simões / Stefano Pilia & Ric...
  • Dennis González Yells at Eels...
  • test tube news ~ #013 ~ dez 2007Krypton - Silent D...

  • links

  • Improvisos ao Sul
  • Galeria Zé dos Bois
  • Crí­tica de Música
  • Tomajazz
  • PuroJazz
  • Oro Molido
  • Juan Beat
  • Almocreve das Petas
  • Intervenções Sonoras
  • Da Literatura
  • Hit da Breakz
  • Agenda Electrónica
  • Destination: Out
  • Taran's Free Jazz Hour
  • François Carrier, liens
  • Free Jazz Org
  • La Montaña Rusa
  • Descrita
  • Just Outside
  • BendingCorners
  • metropolis
  • Blentwell
  • artesonoro.org
  • Rui Eduardo Paes
  • Clube Mercado
  • Ayler Records
  • o zurret d'artal
  • Creative Sources Recordings
  • ((flur))
  • Esquilo
  • Insubordinations
  • Sonoridades
  • Test Tube
  • audEo info
  • Sobre Sites / Jazz
  • Blogo no Sapo/Artes & Letras
  • Abrupto
  • Blog do Lenhador
  • JazzLogical
  • O Sítio do Jazz
  • Indústrias Culturais
  • Ricardo.pt
  • Crónicas da Terra
  • Improv Podcasts
  • Creative Commons License
    Powered by Blogger