Image hosted by Photobucket.com
22.11.07
 
A comunidade de músicos de Oakland tem estado muito activa nos últimos anos. O caso da Moe!Kestra!, dirigida por Moe! Staiano, antigo baterista do Sleepytime Gorilla Museum, é bem o paradigma da efervescência que se vive naquelas paragens californianas. De reportório variado, a orquestra, com 10 anos de actividade, trabalha habitualmente peças do lider, mas já improvisou sobre composições de Glenn Branca, Rhys Chatham e John Zorn.
O material sonoro que preenche a totalidade deste CD, a mais recente saída na Edgetone Records, foi extraído de dois concertos realizados no mesmo dia. Two Rooms of Uranium In 83 Markers (Conducted Improvisation Vol. II), apresenta duas peças de improvisação conduzida a partir de partituras gráficas escritas por Staiano. A primeira, intitulada Conducted Improvisation Piece No.6: Depleted Uranium (10'), foi executada por um ensemble de 9 membros, composto por Myles Boisen, Lucio Menegon, Vicky Grossi, Allen Whitman, Jeff Hobbs, Marika Hughes, Devon Hoff, Ches Smith e Carla Kihlstedt. Para a segunda peça, Conducted Improvisation Piece No.11: Two Orchestras in Separate Rooms (40'33), gravada na mesma ocasião, no extinto Box Theater, de Oakland, em Maio de 2003, foi convocada uma formação alargada da Moekestra!, com 31 elementos de um grupo que habitualmente varia entre os 25 e os 40. Nesta pièce de résistance, os músicos – a lista completa inclui o who's who da região, Alan Anzalone, Michael Perlmutter, Rent Romus, Aaron Bennett, Chris Broderick, Scott Rosenberg, David Slusser, Darren Johnston, Jennifer Baker, Jeff Hobbs, John Shuirba, Robin Reynolds, Theresa Wong, Christopher Brown, George Cremaschi, Lisa Mezzacappa, Lucio Menegon, Pat Moran, Daryl Shawn, Robin H. Walsh, Bill Wolter, Vicky Grossi, David Mairs, Allen Whitman, Michael Guarino, Jason Levis, Sam Ospovat Cymbal, Peter Valsamis, Suki O'Kane, David Leikam, Bob Marsh, Matt Davignon – foram divididos em duas secções, dispostos em salas diferentes, ligadas por um corredor, cabendo a Moe! andar de um lado para o outro a conduzir as duas componentes em simultâneo. O que se ouve na panorâmica é a junção das duas metades. Ambos os concertos fizeram parte de um festival que pretendeu chamar a atenção para os problemas relacionados com a utilização pelos EUA de urânio empobrecido nas guerras do Iraque e Afeganistão. Musicalmente, o trabalho da Staiano's Moe! - MOE!KESTRA! é uma experiência bem sucedida no modo como organiza e disciplina caos e dissonância, e na maneira como consegue prender a atenção do ouvinte de fio a pavio.

 


<< Home
jazz, música improvisada, electrónica, new music e tudo à volta

e-mail

eduardovchagas@hotmail.com

arquivo

Setembro 2004
Outubro 2004
Novembro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Junho 2011
Maio 2012
Setembro 2012

previous posts

  • glasgowimprovisersorchestra-at-googlemail-dot-comG...
  • Alessandro Bosetti "Il Fiore della Bocca" Rossbin...
  • Aporias, título recente de um quinteto de improvi...
  • Käärmeenkääntopiiri – isso mesmo – disco de colabo...
  • Here's how it works: a track is started by a music...
  • High Mayhem
  • Nicole Mitchell (Chicagoan of the Year 2006, The C...
  • Jesús Moreno em discurso directo: Próximas las ele...
  • Outra novidade, QUARTET, esta na Rastascan. A edit...
  • LONDON JAZZ FESTIVAL

  • links

  • Improvisos ao Sul
  • Galeria Zé dos Bois
  • Crí­tica de Música
  • Tomajazz
  • PuroJazz
  • Oro Molido
  • Juan Beat
  • Almocreve das Petas
  • Intervenções Sonoras
  • Da Literatura
  • Hit da Breakz
  • Agenda Electrónica
  • Destination: Out
  • Taran's Free Jazz Hour
  • François Carrier, liens
  • Free Jazz Org
  • La Montaña Rusa
  • Descrita
  • Just Outside
  • BendingCorners
  • metropolis
  • Blentwell
  • artesonoro.org
  • Rui Eduardo Paes
  • Clube Mercado
  • Ayler Records
  • o zurret d'artal
  • Creative Sources Recordings
  • ((flur))
  • Esquilo
  • Insubordinations
  • Sonoridades
  • Test Tube
  • audEo info
  • Sobre Sites / Jazz
  • Blogo no Sapo/Artes & Letras
  • Abrupto
  • Blog do Lenhador
  • JazzLogical
  • O Sítio do Jazz
  • Indústrias Culturais
  • Ricardo.pt
  • Crónicas da Terra
  • Improv Podcasts
  • Creative Commons License
    Powered by Blogger