Image hosted by Photobucket.com
24.9.08
 

Photobucket

Há mais de 20 anos, o saxofonista e compositor alemão Norbert Stein criou o conceito que denominou Pata Music, derivado do termo cunhado por Alfred Jarry, autor da teoria denominada Patafísica, também conhecida por ‘ciência das soluções imaginárias’, manifestação que teve em Boris Vian um dos mais conhecidos cultores, e cuja teria por missão explorar os campos negligenciados pela física e metafísica. A ideia seria atingir o conhecimento sem recurso às regras pré-estabelecidas pela razão e pela tradição, sem no entanto as desrespeitar, fórmula aberta que Norbert Stein importou para integrar o seu conceito estético na música. Em paralelo, Stein criou uma editora com o propósito de publicar o trabalho desenvolvido com os diversos grupos que formou de então para cá: Pata Masters, Pata Orchestra, Pata Horns, Pata Trio, Pata Blue Chip e Pata Generators. Foi com este último ensemble que realizou aquele que é o mais recente título da editora Pata Music. Direct Speech, dentro do espírito que marca a música de Norbert Stein, retoma a expressividade extrovertida e ritmicamente ágil dos trabalhos anteriores, em particular de Graffiti Suite, peça conceptual executada pela NDR Bigband, editada em 2006. A variação rítmica, melódica e cromática é outra constante. O vocabulário é vasto e recheado de soluções apropriadas para expor e clarificar a intrincada trama de cada composição. Neste aspecto, a música do quinteto Pata Generators, um combo ‘clássico’ na formação sem piano e três sopros na dianteira – Norbert Stein (saxofone tenor), Michael Heupel (flautas), Matthias Muche (trombone), mais Sebastian Gramss (contrabaixo) e Christoph Haberer (bateria) – filia-se menos na tradição posterior ao bop, que numa linhagem que descende directamente do jazz europeu, tal como o subgénero se foi talhando em particular da década de 60 a esta parte, e que na Alemanha teve grandes cultores, como o trombonista Albert Magelsdorff ou o multi-instrumentista Gunter Hampel, duas figuras de referência do jazz alemão e europeu. Mas as influências assinaláveis em Direct Speech não se ficam por aqui. Além dos arranjos luxuriantes e da improvisação assente em composições bem estruturadas, de que emergem elementos tributários do jazz orquestral de ambos os lados do Atlântico, o disco compreende as mais surpreendentes soluções do free jazz e da improvisação livre, motivos pelos quais os músicos mostram um interesse particular, patente no modo criativo como tratam de as combinar de modo a transformá-las e integrá-las como partes de um todo homogéneo e equilibrado nas proporções, para formar uma linguagem original a que imprimem um forte cunho pessoal. Sem hesitações, um dos grandes discos de jazz de 2008.

 


<< Home
jazz, música improvisada, electrónica, new music e tudo à volta

e-mail

eduardovchagas@hotmail.com

arquivo

Setembro 2004
Outubro 2004
Novembro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Junho 2011
Maio 2012
Setembro 2012

previous posts

  • De uma penada, três edições na excelente HOMOPHONI...
  • Ouvidos bem à escuta esta segunda-feira, 22 de Set...
  • Chris Cogburn + Bonnie Jones + Liz Tonne - No Idea...
  • Warsaw Autumn 2008 - Festival Outono de Varsóvia 2...
  • RadiaLx Festival Internacional de Arte Rádio Lisbo...
  • The WIRE # 296 - October 2008Richie Hawtin, Makot...
  • Festival des Musiques Insolentes du 10 au 21 octob...
  • Albert Mangelsdorff - And His Friends (MPS 1967/69...
  • Pavel Zhagun - XAIOIAX [koyuki]«New album XAIOIAX ...
  • Seymour Wright na Resonance FM

  • links

  • Improvisos ao Sul
  • Galeria Zé dos Bois
  • Crí­tica de Música
  • Tomajazz
  • PuroJazz
  • Oro Molido
  • Juan Beat
  • Almocreve das Petas
  • Intervenções Sonoras
  • Da Literatura
  • Hit da Breakz
  • Agenda Electrónica
  • Destination: Out
  • Taran's Free Jazz Hour
  • François Carrier, liens
  • Free Jazz Org
  • La Montaña Rusa
  • Descrita
  • Just Outside
  • BendingCorners
  • metropolis
  • Blentwell
  • artesonoro.org
  • Rui Eduardo Paes
  • Clube Mercado
  • Ayler Records
  • o zurret d'artal
  • Creative Sources Recordings
  • ((flur))
  • Esquilo
  • Insubordinations
  • Sonoridades
  • Test Tube
  • audEo info
  • Sobre Sites / Jazz
  • Blogo no Sapo/Artes & Letras
  • Abrupto
  • Blog do Lenhador
  • JazzLogical
  • O Sítio do Jazz
  • Indústrias Culturais
  • Ricardo.pt
  • Crónicas da Terra
  • Improv Podcasts
  • Creative Commons License
    Powered by Blogger