Image hosted by Photobucket.com
17.1.08
 
Fixar as coordenadas, estabelecer o lugar do Ensemble 0, encontrar um ou mais pontos de apoio para o ouvinte se situar, não é tarefa isenta de riscos, na mesma medida em que a música aqui erigida se apresenta de modo avesso a quaisquer classificações, refractária a qualquer esforço de catalogação. Na melhor, o Ensemble Zero é um quarteto francês de composição/improvisação lowercase, composto pelo pianista Joël Merah, que assina Music of Wheel, composição que no original tem uma duração superior à do CD (no limite, chega a levar duas horas e meia de execução), daí que tenha sido opção deliberada do autor destacar 6 fragmentos da peça para inclusão no CD, confinado a uma hora e três minutos de duração total. A execução ficou a cargo, além de Joël Merah, em piano, do guitarrista Sylvain Chauveau, da violoncelista Maitane Sebastian e do trombonista Stéphane Garin, também em glockenspiel e címbalo. O curriculum dos membros do Ensemble Zero impressiona: trabalharam com o Ensemble Intercontemporain, sob a direcção de Pierre Boulez, com a Filarmónica de Tóquio, com Phil Durrant e Mauricio Kagel, entre outros, e editaram na FatCat, Ant-Zen, Type, Amanita, DSA, Ameson, e agora na Creative Sources. O Zero pega onde ficaram os avanços de John Cage e Morton Feldman, e fazem evoluir a música no sentido da completa simbiose entre composição prévia e criação instantânea, através de uma escrita totalmente aberta, na qual os espaços de som e de silêncio se articulam enquadrados por uma moldura virtual de extrema flexibilidade, fixada com reserva, contenção e dinâmica restringida ao mínimo. O paralelo nas artes plásticas encontrar-se-á no expressionismo abstracto de Mark Rothko e na sua criação de atmosferas e combinações de cor espaço e forma, de forma a transcender os símbolos e as referências comummente aceites e validadas pela prática reiterada de repetição de fórmulas sucessivamente reinventadas. A escrita de Joël Merah, caracterizada por privilegiar a mais ampla espacialização, decorrente dos aspectos aleatórios associados, facilita a apreensão da variedade tímbrica e a intersecção de diferentes planos, com um mínimo de sobreposição, favorecendo a criação de atmosferas de extrema limpidez. Enfim, uma música bela, cheia de espaços em suspensão e silêncios misteriosos, para fruir de maneira puramente emocional. Para meu gosto e satisfação pessoal, Music of Wheel é uma das melhores edições de sempre da Creative Sources Recordings.

 


<< Home
jazz, música improvisada, electrónica, new music e tudo à volta

e-mail

eduardovchagas@hotmail.com

arquivo

Setembro 2004
Outubro 2004
Novembro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Junho 2011
Maio 2012
Setembro 2012

previous posts

  • Para a minha Mãe, que partiu faz hoje um ano.
  • Vale a pena dar atenção ao tanto que se vai passan...
  • The Whole Shebang - How to Build a World-view; an ...
  • O Leitura Constante (ler é o melhor exercício) pub...
  • Da Bielorrússia (Minsk), KNYAZ MYSHKIN, uma novida...
  • VARIABLE GEOMETRY ORCHESTRA 16 JAN - 22h30 - MUSIC...
  • CD 1: DIE LIKE A DOG - Fragments of music, life an...
  • ANTHONY BRAXTON 12+1tet (Victoriaville) 2007 Thi...
  • EMANEM ... novas edições, com saída a 15 de Janeir...
  • Wordless Music

  • links

  • Improvisos ao Sul
  • Galeria Zé dos Bois
  • Crí­tica de Música
  • Tomajazz
  • PuroJazz
  • Oro Molido
  • Juan Beat
  • Almocreve das Petas
  • Intervenções Sonoras
  • Da Literatura
  • Hit da Breakz
  • Agenda Electrónica
  • Destination: Out
  • Taran's Free Jazz Hour
  • François Carrier, liens
  • Free Jazz Org
  • La Montaña Rusa
  • Descrita
  • Just Outside
  • BendingCorners
  • metropolis
  • Blentwell
  • artesonoro.org
  • Rui Eduardo Paes
  • Clube Mercado
  • Ayler Records
  • o zurret d'artal
  • Creative Sources Recordings
  • ((flur))
  • Esquilo
  • Insubordinations
  • Sonoridades
  • Test Tube
  • audEo info
  • Sobre Sites / Jazz
  • Blogo no Sapo/Artes & Letras
  • Abrupto
  • Blog do Lenhador
  • JazzLogical
  • O Sítio do Jazz
  • Indústrias Culturais
  • Ricardo.pt
  • Crónicas da Terra
  • Improv Podcasts
  • Creative Commons License
    Powered by Blogger